Home » 3 mitos comuns sobre inovação
Insights

Em 15 de outubro de 2021 por Edes Costa

3 mitos comuns sobre inovação

De forma recorrente, perguntas cruciais sobre inovação são negligenciadas no dia a dia das organizações. Ao negligenciar questões fundamentais sobre a inovação e seu processo, os mitos se firmam. Os mitos são enigmáticos, pois por trás de alguns existe uma razão lógica para seu nascimento. Contudo, essas narrativas, muitas vezes inocentes, podem prejudicar de forma direta o processo de inovação nas organizações.

Neste post, vamos falar sobre 3 mitos comuns sobre inovação e qual é a realidade por trás deles. Os mitos:

  1. O inventor solitário
  2. A inovação é aleatória
  3. Somente gênios criativos inovam
1) O inventor solitário

Inovações raramente envolvem alguém trabalhando sozinho. Inovações são geradas a partir de conexões de ideias e do reaproveitamento de ideias do passado. Um exemplo notório desse mito envolve a da Apple, empresa inovadora por trás do Macintosh, iPod e iPhone.

Scott Berkun destaca que alguns produtos da Apple foram fruto de reaproveitamento de ideias do passado. O autor afirma que as primeiras interfaces gráficas de usuário, mouses e computadores desktop foram desenvolvidos pelos sistemas Xerox PARC e SRI na década de 1970, quase uma década antes do primeiro Macintosh da Apple em 1984. Berkun também cita que os tocadores de música digital da Diamond Multimedia e Creative Labs, usando memória flash e conceitos de design básicos semelhantes estavam sendo vendidos no final dos anos 1990, antes do primeiro iPod, vendido em 2001.

Boas ideias e inovações são resultado de conexões de palpites e ideias que surgem em diferentes contextos a partir de diferentes pessoas. Steven Johnson, autor de obras relacionadas a inovação e criatividade, observa que uma boa ideia não é algo único, mas sim um enxame. Novas ideias surgem por meio de interações que levam a novas descobertas.

Inovadores fazem conexões, iniciam parcerias, colaborações e estudos para aumentar suas chances contra os desafios da inovação.

2) A inovação é aleatória

Diferentes autores discutem o processo de gestão da inovação, seus processos e práticas. Contudo, o mito da inovação aleatória nos leva a creditar que a inovação é um evento, uma obra do acaso ou da sorte.

A inovação não é um evento aleatório, mas sim uma disciplina que pode ser gerenciada. A inovação é um processo sistemático que leva a busca deliberada de oportunidades de mudanças até a experimentação, desenvolvimento e entrega de inovações.

As oportunidades de inovação podem surgir de diferentes fontes e podem gerar inovações em diferentes dimensões, não apenas inovações de produtos ou processos. Podemos criar um novo valor substancial para os clientes de uma empresa por meio da alteração criativa de uma ou mais dimensões de seu sistema de negócio, como estrutura organizacional, processos de negócio, canais e modelo de lucro.

3) Somente gênios criativos inovam

Linus Pauling, vencedor de dois prêmios Nobel, disse o seguinte sobre a busca de ideias:

“A melhor maneira de ter uma boa ideia é ter muitas ideias.”

Nesse sentido, a inovação está mais relacionada com o processo de busca e validação de ideias do que com a criatividade em si. Scott Anthony observa que, embora a criatividade possa ajudar, as pessoas que não são intrinsecamente criativas podem criar inovação de alto impacto se seguirem o processo certo.

Para Scott Berkun, a diferença entre criativos e outros é mais atitude do que a natureza e, que para encontrar boas ideias, devemos produzir tantas ideias quanto possível, desenvolver as ideias uns dos outros e evitar pular dos fatos direto para as soluções, sem passar pelo processo de exploração ideias.

Que outros mitos de inovação você já encontrou na sua jornada?

Referências

  • Berkun, Scott. The myths of innovation. O’Reilly Media, Inc., 2010.
  • Johnson, Steven. De onde vêm as boas ideias: uma história natural da inovação. Editora Schwarcz-Companhia das Letras, 2011.

Edes Costa é sócio da EDG Tecnologia & Inovação e lidera as práticas de agilidade e inovação da empresa.